Medicina Sagrada da Floresta


A humanidade sempre encontrou na natureza recursos essenciais à sobrevivência, água e alimentos. A natureza foi também uma farmácia natural para a cura de inúmeros males.


Civilizações antigas desenvolveram muito conhecimento sobre plantas, ervas e outros recursos naturais utilizados contra dores, ferimentos, doenças e diversos problemas de saúde. Registros antigos em papiros e livros fazem alusão ao uso de plantas medicinais pelas civilizações egípcia e chinesa.

A riqueza medicinal das florestas brasileiras chama a atenção do mundo. A Amazônia, por exemplo, é considerada uma “mina de ouro”, tamanha é sua biodiversidade. Indústrias farmacêuticas e de cosméticos tem grande interesse na flora amazônica. A Mata Atlântica também é uma rica fonte para o desenvolvimento de projeto de medicina da floresta no Brasil.

A biodiversidade brasileira tem um grande potencial para pesquisas e desenvolvimento de projetos para a saúde física e mental, fundamentados em conhecimentos de comunidades tradicionais e em estudos científicos sobre a flora medicinal.